Imprimir

Fafram promove 3 º Dia de Campo da Medicina Veterinária

AddThis Social Bookmark Button

A Fundação Educacional de Ituverava, através da Faculdade Dr. Francisco Maeda, promoveu ontem, 10 de agosto, o 3º Dia de Campo da Medicina Veterinária, no campus II da FE

dia-de-campo-veterinaria-2018O evento foi organizado pela Diretório Acadêmico de Medicina Veterinária da Fafram “Aliança Vet”, com a colaboração das empresas Laço Forte – Agronegócio, Coram – Comércio e Representações Agrícolas, Haras, Botu Pharma, Empório Caron, Laboratório JL, Sítio Yamava, Geer, Gepa, J.A Saúde Animal e West Ville.

Segundo os organizadores, aproximadamente 130 pessoas participaram do Dia de Campo, entre profissionais da área, corpo doente, pecuaristas, criadores de equinos, e alunos do curso de Medicina Veterinária, da Fafram e da Universidade de Franca (UNIRAN).

Também prestigiaram o evento, o presidente da Fundação Educacional de Ituverava, Pedro César Galassi; o diretor da Fafram, Márcio Pereira; a responsável técnica pelo curso de Medicina Veterinária, Juliana Moysés Mendonça Esteve; o tesoureiro da FE, Seandro Duarte Esteve, o vice-diretor-executivo da FE, Antônio Gonçalves Delgado; o superintendente da FE. Luiz Olavo Alves (“Luque”); o professor do curso de Medicina Veterinária, Luiz Júnior, que coordenou as atividades junto com o Diretório Acadêmico, cuja presidente é a aluna Fernanda Mazetti Pilotto.

Programação

Além de palestras, durante o evento foram realizadas atividades relacionadas a disciplinas do curso, como práticas em animais de grande porte, bovinocultura – aspiração folicular, equinocultura – biotecnologia de reprodução, suinocultura – melhoramento genético e ovinocultura aplicada aos mercados interno e externo.

Também foram abordadas práticas com animais de pequeno porte, como anaplastia, prática em emergência, cuidados nutricionais de cães e gatos internados bem como fisioterapia.

O diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre o evento. “Foi um dia onde as empresas que comercializam produtos ligados a área de Medicina Veterinária, especificamente para animais de grande porte, estiveram presentes mostrando seus portfólios, interagindo com os alunos e também proporcionando a abertura para futuros estágios dos nossos alunos”, afirma.

“A repercussão do evento foi bastante positiva, porque foram proferidas palestras de muita qualidade técnica, ministradas por profissionais altamente gabaritados, fazendo com que os alunos tivessem contato com empresas e profissionais da área em que vão autuar”, completa o diretor Márcio Pereira.

Aprovação

“O evento é uma ótima iniciativa que a faculdade nos propõe, porque temos a oportunidade de adquirir mais conhecimento, através das práticas. Foram vários benefícios para a nossa vivência durante o curso, porque nos possibilita colocar em prática tudo que aprendemos em sala de aula, além de trocas de experiências com outros profissionais”. Natália Valente dos Santos, aluna do curso de Medicina Veterinária

“O Dia de Campo desse ano foi muito bom, porque nos mostrou individualmente cada setor, ovinocultura, suinocultura, bovinocultura e equinocultura, e isso nos permite traçar um norte para os estudos e sobre as áreas que podemos seguir na carreira, após nos formarmos.
A cada evento realizado, acrescentamos mais conhecimentos e experiências à nossa bagagem. Esse ano, em particular, foi muito interessante porque nos colocou em contato com a prática que muitas vezes não temos ao longo do curso”. Guilherme Luiz Gomes, aluno do curso de Medicina Veterinária

“O Dia de campo é um evento muito importante no calendário do aluno de Medicina Veterinária, porque ele agrega valores em várias áreas específicas, onde os estudantes podem aprimorar os conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas, colocando em prática junto a profissionais da área, altamente qualificados”. Douglas Leão Melo, aprimorando do Hospital Veterinário da Fafram.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fafram e CATI realizam evento em comemoração ao Dia do Agricultor

AddThis Social Bookmark Button

banner-dia-agricultor-fafram-2018

A oitava edição do encontro, aconteceu nas instalações da Fafram e reuniu diversos agricultores da região

Foi celebrado sábado, 28 julho, em todo o Brasil, o Dia do Agricultor. Para marcar a data, a Faculdade Doutor Francisco Maeda (Fafram) em parceria com a CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral) de Orlândia, promoveu dia 27 de julho, uma reunião festiva nas dependências da Fafram.

O encontro reuniu pessoas de toda a região, entre elas autoridades e comitivas de agricultores dos 12 municípios que integram a CATI: Ituverava, Aramina, Buritizal, Guará, Igarapava, Ipuã, Miguelópolis, Morro Agudo, Nuporanga, Orlândia, Sales Oliveira e São Joaquim da Barra.

Formaram a mesa-diretora, Paulo César da Luz Leão - diretor regional CATI de Orlândia; Pedro César Galassi - presidente da FEI; Márcio Pereira - diretor da Fafram; Regina Eli de Almeida Pereira - gerente da Central de Recebimento de Embalagens de Ituverava e coordenadora de extensão da Fafram; Alberto de Faria Pereira – secretário de Planejamento e Finanças da Prefeitura de Ituverava; Antônio Gonçalves Delgado – vice-diretor-executivo da FEI; Guilherme Chavaglia – representando o Sindicato Rural de Ituverava e Dalva Aparecida Pierazo Rodrigues - prefeita de Aramina.

Homenagens

Durante a oitava edição do evento, foram servidos café da manhã e almoço de confraternização, e prestadas homenagens aos agricultores dos municípios integrantes da CATI de Orlândia.

Para a escolha dos homenageados, foram levados em consideração alguns critérios, como: boas práticas agrícolas desenvolvidas durante os anos de 2017 e 2018, e que levam em consideração: conservação de solo, técnicas adequadas de aplicação de defensivos, descarte adequado das embalagens de agrotóxicos, além de preservação do meio ambiente e respeito social.

De Ituverava, foram merecidamente homenageadas a agricultora Ironides Alves da Rocha Barbosa, que tem uma longa história familiar no setor, e a professora Regina Eli de Almeida Pereira, que desenvolve um extraordinário trabalho na Central de Recebimento de Embalagens de Ituverava e coordenadora de extensão da Fafram.

O Chefe da Casa da Agricultura de Ituverava, Leandro Galindo Vitor, fala sobre o evento e as homenagens. “Mais um evento nós da CATI reconhecemos o trabalho incansável, e muitas vezes pouco valorizado pela sociedade, que os produtores rurais realizam gerando emprego e produzindo o alimento que vai à nossa mesa. Ficamos muito felizes com a presença de mais de 200 pessoas de toda a região e com o apoio da Farfram, na pessoa do seu diretor Márcio Pereira. A faculdade é nossa parceira desde o primeiro evento á oitos anos atrás”, afirma.

“Penso que os produtores de Ituverava foram muito bem representados pela nossa homenageada, a pecuarista Ironides Alves da Rocha Barbosa, que dedicou sua vida às atividades rurais e criou sucessores, os filhos Jorge e Thais e o neto Lincoln que seguem seus passos e geram empregos e renda na agropecuária”, elogia Leandro Galindo.

Agradecimento

A agricultora Ironides Alves da Rocha Barbosa agradece a homenagem. “Como cidadã ituveravense, fiquei emocionada e honrada, por ser escolhida para essa linda homenagem no Dia do Agricultor. Agradeço ao engenheiro da Casa da Agricultura Leandro Galindo Vitor e ao CATI, a todas as autoridades e aos valorosos agricultores que se empenham em produzir riquezas para nosso país. Agradeço também a Fafram que nos acolheu na entrega do prêmio, uma faculdade que da suporte para uma agricultura produtiva e consciente com o meio ambiente e que forma profissionais altamente capacitados”, afirma.

A agricultora homenageada Ironides Alves da Rocha Barbosa, 71 anos, é casada com Jorge Machado Barbosa (in memoriam) e são seus filhos Jorge Luís Machado Rodrigues, casado com Silvana Vilela de Sousa Machado e Thaís Elena Machado Barbosa de Almeida, casada com o Dr. José de Almeida Júnior Netos e netos Cíntia Barbosa de Almeida, Lívia Barbosa de Almeida, Marcelle Cirilo Machado, Yasmin Vilela de Sousa Machado e Lincoln Vilela de Sousa Machado


Evento

O diretor da Fafram, Márcio Pereira fala sobre o evento. “Promovemos essa comemoração nos últimos anos, porque é a maneira que a Fafram e os representantes da CATI encontraram para homenagear o homem do campo, que tanto contribui para as boas práticas agrícolas e que está sempre preocupado com a segurança alimentar da população da nossa região”, afirma.

O diretor ressalta a importância social do produtor rural. “Ele é responsável não só pela produção de alimentos saudáveis, mas também pela preservação do meio ambiente e por agregar valores aos produtos que são exportados e que, na realidade, mantém a balança comercial brasileira superavitária”, afirma.

“O setor do agronegócio cresce em média de 12 a 15% ao ano, e isso representa um peso muito grande para a balança comercial do país, além de promover o fornecimento de alimento barato para a população, fazendo com que haja estabilidade social do Brasil”, completa Márcio Pereira, diretor da Fafram.

Produtores homenageados em 2018

Ituverava - Ironides Alves da Rocha Barbosa
Aramina - Donizeti Aparecido de Souza
Buritizal - Carlos Augusto de Oliveira
Guará - Milton de Freitas Moura
Igarapava - Luiz Peres Filho
Ipuã - João Tasinafo
Miguelópolis - Maria Tereza Bento de Queiroz Pereira da Silva
Morro Agudo - Erli Carrijo dos Reis
Nuporanga - Anderson Roberto Peron
Orlândia - Antonio João Dias Leite
Sales Oliveira - Suely Marlene Rodrigues
São Joaquim da Barra - André Adriano Sarri

Fonte: Tribuna de Ituverava

Fotos do Evento

9e98c0f3-2930-4f34-b6b2-486cbfc1b4c9

9f71ec19-5100-49d8-954b-301ed4f72d8e

117cc747-a24b-4d45-a122-42e13d8a2c78

912ab1b3-351a-4ba7-a99a-9bf6e3b3cd78

1960d45c-3a64-484e-93d8-365374d250e2

a5ca60bb-421c-47d7-a2a6-1aad21a978f7

c1f23a8b-8e85-4372-97d3-0bde2ef84031

cfb083e2-49dd-4c34-89a4-a7b542a5eb1e

d06abf76-7128-4aa9-9932-2ea45f6613e6

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Aluna da Fafram desenvolve trabalho com Vigilância em Saúde de Ituverava

AddThis Social Bookmark Button

banner-Carolina-Scorsato

A aluna Ana Carolina Scorsato do curso de Medicina Veterinária da Faculdade Dr. Francisco

Maeda (Fafram) desenvolveu seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em parceria com o setor de Vigilância em Saúde do município de Ituverava, sob orientação do docente Dr. Cleber Jacob Silva de Paula e da Especialista Jéssica Cristina Caretta Teixeira. O TCC intitulado como “Censo Populacional de Cães e Gatos Domiciliados do Município de Ituverava/ SP”, foi avaliado pelos docentes Mestre Sérgio Renato Macedo Chicote e Especialista Vânia Moyzes Cheibub Vieira. Na ocasião, o trabalho foi apreciado pelo vice-prefeito, Dr. Alcides Antônio Maciel Júnior, pela Coordenadora do Bem Estar Animal, Camila Mario Gorricho, e pelo Secretário da Fazenda, Alberto de Faria Pereira. Na ocasião, a aluna recebeu nota máxima pelo trabalho.

O trabalho desenvolvido consistiu em avaliar o censo populacional levantado no ano de 2017, no qual foi instituída uma comissão para sua estruturação. A comissão é formada pelo docente Dr. Cleber Jacob Silva de Paula, pela Coordenadora do Bem Estar Animal, Camila Mario Gorricho, pela Profissional de Informação, Educação e Comunicação, Jéssica Cristina Caretta Teixeira, pelo Secretário da Fazenda Alberto de Faria Pereira, e pelo representante do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, João Gilberto Rey. Posteriormente, o censo foi aplicado em todos os bairros e distritos pelos agentes de endemias. Ao todo, foram aplicados 11.293 questionários, com 34 perguntas abertas, algumas com as opções sim e não, dividida em dois blocos, com duas subdivisões em cada: cães (macho e fêmea) e gatos (macho e fêmea), no qual foram coletadas informações referente a espécie, sexo, idade, porte, vermifugação, vacinação, castração acesso à rua e interesse em castração. O vice-prefeito, Dr. Alcides Antônio Maciel Júnior, falou sobre o trabalho. “Em nome da prefeita Adriana e de todos os ituveravenses, quero agradecer e parabenizar o trabalho da aluna Ana Carolina Scorsato. Fiquei muito feliz com o resultado do trabalho e também do quanto essa pesquisa pode contribuir com o trabalho da Vigilância em Saúde. Parabéns à aluna e a todos envolvidos”, declara Dr. Alcides. A prefeita Adriana Quireza Jacob Lima Machado falou do trabalho. “Infelizmente, por conta de compromissos firmados anteriormente, não pude estar presente na apresentação desse trabalho, mas fiquei muito satisfeita com o resultado e com a iniciativa da aluna. Parabéns, Ana Carolina, e muito sucesso em sua carreira”, ressalta a prefeita.

Fonte: Jornal O progresso

Imprimir

Fafram recebe conceito máximo do MEC

AddThis Social Bookmark Button

A Faculdade está na lista das melhores do país, comprovando seu compromisso com a educação

banner-conceito-mecA Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava (FE) recebeu em 2018, nota máxima no Conceito Institucional avaliado pelo Ministério da Educação (MEC), e entrou para o seleto grupo de excelência do Ensino Superior Brasileiro. É a primeira vez que a instituição recebe conceito 5 desde o início da análise, em 2007.

A cada ciclo, as instituições de ensino são avaliadas presencialmente. Cabe aos avaliadores atribuírem um Conceito Institucional que considera os elementos da visita e os Índice Geral de Cursos Avaliados (IGCs) das instituições. É realizada uma autoavaliação (avaliação interna) e uma externa. A primeira é coordenada por uma comissão própria de avaliação de cada instituição e a segunda, por comissões designadas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Na avaliação realizada no campus da Fafram entre os dias 17 e 21 de abril, a Comissão do MEC analisou cinco eixos: Planejamento e Avaliação Constitucional, que é um processo que englobava os diferentes aspectos do ensino, pesquisa, extensão e gestão das instituições (critério da globalidade) e o respeito à identidade institucional (perfil, missões, condições, necessidades, apurações); Desenvolvimento Institucional; Políticas Acadêmicas; Políticas de Gestão e Infraestrutura Física.

A comissão designada para o trabalho foi constituída por três avaliadores: da Universidade Federal de Brasília, da Universidade Federal de Belo Horizonte e da Universidade do Rio de Janeiro.

Seleto grupo

Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, o diretor da Fafram, Márcio Pereira, explica que o MEC colocou a Fafram em seleto grupo de excelência que é usado para gerir políticas públicas de educação superior, permitindo a mudança de categoria administrativa e outras importantes diretrizes.

“Na análise, foram conferidos cinco grandes eixos: organização; didática pedagógica; plano de desenvolvimento; sustentabilidade financeira e infraestrutura, sendo o último um dos grandes destaques da Fafram. Foram avaliados também 19 requisitos legais e normativos, e a Fafram atendeu todos sem reservas”, destaca o diretor.

Os conceitos emitidos pelo MEC, além de oferecer vantagens que podem ser usadas como ferramentas de divulgação e marketing, também são os responsáveis por determinar o número de ações públicas que o Governo Federal implanta em instituições, sejam elas privadas ou públicas, como por exemplo, a disponibilidade do número de contratos com o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

Grupo de excelência

“O Ministério da Educação privilegia as instituições que integram o grupo de excelência com conceito entre 4 e 5, que posteriormente podem repassar este benefício a alunos que se enquadram ao programa”, observa Márcio Pereira.

Ainda de acordo com ele, a conquista mostra o crescimento e a consolidação da Fafram, na oferta de educação de qualidade nas diferentes áreas do conhecimento, e credencia a instituição para pleitear a categoria de Centro Universitário.

MEC classifica as instituições de ensino superior em três categorias

O Ministério da Educação classifica as instituições de ensino superior em três categorias: faculdade, centro universitário e universidade. A faculdade é voltada a indivíduos que buscam qualificação para o mercado de trabalho. A universidade conta com ensino, pesquisa e extensão, com atuação junto à comunidade. Além disso, exerce importante papel na formação de docentes. O centro universitário é intermediário, está entre a faculdade e a universidade.

“O Centro Universitário tem mais autonomia, por exemplo, para abrir novos cursos sem a aprovação prévia do MEC, prestar serviços na área de registros, dentre outras prerrogativas dessa categoria”, destaca Pereira.

Por último, Márcio Pereira atribui a avaliação positiva do MEC, ao apoio dos dirigentes da FE, ao comprometimento dos funcionários e aos gestores da Fafram.

Empenho

“A obtenção dessa nota, também é resultado do empenho dos professores, da satisfação que nossos alunos e egressos têm com a instituição, e dos projetos de pesquisa e extensão desenvolvidos em prol da comunidade de Ituverava, região e outros estados. Como obtivemos o conceito máximo, temos que desenvolver mais ações positivas para manter esse referencial excelente em ensino, pesquisa e extensão”, afirma.

“Agradeço especialmente à mantenedora (FE) que sempre tem procurado atender as nossas necessidades e solicitações para diversas áreas, e principalmente as que estão relacionadas à infraestrutura e organização”, diz o diretor da Fafram, Márcio Pereira.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Veja Também

Prev Next