Imprimir

Fafram recebe a visita de comitiva da empresa Bayer

AddThis Social Bookmark Button

banner-comitiva-bayerA Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, recebeu, na última semana, delegação da empresa multinacional alemã, Bayer. Faziam parte da comitiva 23 profissionais da empresa, que fizeram uma visita-técnica, com o objetivo de vistoriar as estações experimentais da Bayer, no campus da Fafram.

Dentre os representantes estavam, os gerentes de Desenvolvimento Agronômico, Fábio Brandi e Johann Reichenbach; o gerente de Desenvolvimento Agronômico da Latam, Milton Suzuki; o coordenador regional, Rodolfo San Juan; os agrônomos de Desenvolvimento Agronômico, Thiago Licciotti, Juliano Della Valle e Cássio Kodama; os técnicos de campo, Celso Borges e Raimundo Andrade; os representantes do Departamento Poductsafety, Danilo Adam e Murilo Scarso; o gerente cultura de café, André Cruz; o representante do setor de Administração, José Paranaiba; o representante do setor de Marketing, Jorge Estrada, e estagiários.

A parceria entre a empresa e a instituição de Ensino Superior já existe há mais de cinco anos, sendo que a Fafram fornece espaço para as estações experimentais da empresa, que em contrapartida permite que os resultados sejam colhidos pelos estagiários e alunos da faculdade, o que proporciona conhecimento a eles.

As estações experimentais da Bayer na Fafram são nas culturas de citros, cana-de-açúcar, soja, café, algodão, manga e milho.

Tour Café
Segundo Rodolfo San Juan, coordenador do Desenvolvimento Agronômico na Região Centro, a empresa passou por diversas cidades, em uma ação que recebeu o nome de Tour Café. “A ação foi realizada entre os dias 17 e 19 de junho, nos municípios de Uberlândia, Araguari, Cristais Paulista, Ituverava e Franca, com o intuito de discutir sobre as inovações que deverão ser apresentadas no mercado em curto, médio e longo prazo”, diz.

“Através da Tour Café foi possível se ver o resultado dos principais lançamentos que a Bayer terá na cultura de café. Foram visitados cinco campos experimentais focados em Café, onde essas novidades já estavam em uso, sendo dois em Araguari, dois em Cristais Paulista e um em Ituverava, na Fafafram”, ressalta.

Segundo ele, os resultados alcançados foram bastante positivos. “Houve a possibilidade de se discutir os resultados de importantes projetos para o futuro da Bayer no controle dos problemas fitossanitários da cultura do café”, completa San Juan.

O diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre a relevância da visita. “Esta é uma parceria antiga, na qual a Fafram e a Bayer realizam diversos testes em conjunto. Através desta visita, pesquisadores de todo o Brasil avaliam os resultados obtidos, o que para a instituição é muito importante, já que eleva o seu nome em nível nacional”, completa.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Fafram dobra capacidade de produção da suinocultura

AddThis Social Bookmark Button

Com as recentes obras, o setor da Fafram passará a contar com 40 matrizes-reprodutoras

banner-suinoculturaDepois de passar por reforma neste mês de junho, o Setor de Suinocultura da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava, deverá ter sua capacidade de produção dobrada.

Os médicos veterinários Juliana Moysés Mendonça Esteve e Leonardo de Arruda Campos Trevisani, o segundo-tesoureiro da FE, José Antônio Jabur (“Dodô”) e o cuidador da suinocultura, Edson Vieira (“Bolão”),

A expansão permitirá que a instituição educacional dobre o número de matrizes-reprodutoras, que atualmente é 20, responsáveis por gerar mensalmente, cerca de 390 leitões. A partir da mudança, serão 40 matrizes-reprodutoras, que gerarão 780 leitões.

O aumento no número de animais deve acontecer ainda neste mês, afirmam o médico veterinário responsável pela suinocultura, bovinocultura e ovinocultura, Leonardo de Arruda Campos Trevisani, e a médica veterinária e responsável-técnica pelo Sítio das Acácias, Juliana Moysés Mendonça Esteve.

O investimento da Fafram beneficiará os alunos do curso de Medicina Veterinária e Agronomia. “Como será um maior número de animais, proporcionará aos estudantes mais oportunidades para pesquisas, o que contribui para o aprendizado”, afirma Trevisani, à Tribuna de Ituverava.

Adequações benéficas
“Cada matriz produz mensalmente, de 15 a 20 leitões, e com as adequações a chance de um aborto fica quase zerada, porque o animal não sofre estresse por ter um maior espaço para se locomover”, enfatiza o veterinário responsável pela suinocultura.

O diretor da Fafram, Márcio Pereira, ressalta a importância do investimento. “É realmente muito positivo para a instituição de ensino, porque melhora a qualidade de ensino dos estudantes e também é benéfico para os professores, que desenvolvem projetos e pesquisas no Setor de Suinocultura”, completa.

Suinocultura
Na Suinocultura da Fafram, os alunos têm acesso a atividades como vacinação, manejo sanitário, manejo reprodutivo, (inseminação artificial e monta natural), desmama, terminação e engorda dos animais.

Além disso, freqüentemente são desenvolvidos vários projetos na área de nutrição, onde são testados alimentos mais adequadas para melhor desenvolvimento dos suínos.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Veterinário FAFRAM recebe certificado de proficiência e garantia de qualidade e confiabilidade nos procedimentos laboratoriais.

AddThis Social Bookmark Button

O Laboratório de Análises Clínicas Veterinário da FAFRAM recebe o certificado de participação contínua no Ensaio de Proficiência de Veterinária, pela empresa Control-Lab, acreditada pelo CGCRE/Inmetro, habilitado pela ANVISA/Reblas e certificado ISO9001, sendo uma importante ferramenta de gestão da qualidade dos processos analíticos laboratoriais, com desempenho declarado periodicamente em relatórios e comprovação anual em certificado de proficiência.

A Control-Lab é uma empresa que avalia através de testes laboratoriais mensais, o quanto os profissionais e equipamentos do laboratório estão liberando resultado correto nas análises. O ensaio de proficiência atesta que o laboratório produz dados confiáveis e consistentes, sendo uma ferramenta de controle de qualidade eficaz na determinação do desempenho da fase analítica do laboratório.

As avaliações geradas resultam de estudos estatísticos e análises de especialistas, cujos relatórios comumente apontam erros, possíveis causas e considerações sobre o desempenho global dos participantes, para que cada um possa comparar seu desempenho com os demais, no momento e ao longo do tempo, têm o propósito central de identificar a presença de possíveis erros analíticos, possibilitando ao laboratório a implantação de ações para eliminar as causas dos mesmos. Seu uso torna-se essencial para a monitoração do erro sistemático no segmento de análises clínicas, frente à complexidade dos processos, à indisponibilidade de materiais de referência certificados, às limitações no uso rotineiro de calibradores, à baixa execução de estudos de linearidade pelos laboratórios, e a modelos de controle interno simplificados, entre outros.

O laboratório veterinário da FAFRAM recebe materiais biológicos como: sangue, fezes, urina, raspado de pele e secreções de diversas Clínicas Veterinárias de Ituverava e região, e de animais internados e externos do próprio Hospital Veterinário da FAFRAM. Executando seus exames com o mais alto padrão de tecnologia empregada nos equipamentos, reagentes e profissionais gabaritados para tal.

foto-lab-vet01

Prof. Sérgio Renato Macedo Chicote - responsável pelo Laboratório de Análises Clínicas da FAFRAM e da disciplina de Patologia Clínica do curso de Medicina Veterinária
Biomédica Aline Oliveira Cunha
Biológa Jéssica Cristina Caretta Teixeira

foto-lab-vet02

Imprimir

FAFRAM busca convênios com a Secretaria da Agricultura

AddThis Social Bookmark Button

Reivindicações foram feitas por representantes da FE, em evento realizado em Orlândia

Em encontro realizado em Orlândia, no dia 29 de maio, representantes da Fundação Educacional de Ituverava levaram reivindicações ao secretário estadual da Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. Ele esteve na cidade para uma reunião de trabalho e empossar o engenheiro agrônomo Paulo César da Luz Leão como diretor da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integrada) de Orlândia.

Fizeram parte da comitiva Arnaldo Jardim, o diretor da Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), Márcio Pereira; o conselheiro da FE, o empresário Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”); o vice-diretor-executivo, Antônio Gonçalves Delgado; o vereador Luiz Araújo; o diretor da Tribuna de Ituverava, o jornalista José Luiz Alves Cassiano e Rafael Fernando Mendonça de Freitas Matos (“Rafael Gabiru”).

A Fafram entregou documento ao secretario apresentado dois projetos para dar início à parceria entre a Fafram/FE e Secretaria da Agricultura Pecuária e Abastecimento: instalação de Tanques Redes para atender às demandas de pequenas áreas, e o segundo é para a instalação de Biodigestores para aproveitamento de resíduos e geração de energia para pequenos e médios empreendimentos.

Encontro
O presidente da FE, César Luiz Mendonça, considerou o encontro bastante produtivo. “Sempre tivemos um ótimo relacionamento com Arnaldo Jardim, e ficamos muito felizes quando ele assumiu a Secretária Estadual da Agricultura e Abastecimento. Ele sempre fez muito pelo agronegócio e por Ituverava, por isso estou otimista em relação aos convênios que poderão ser firmados com a FE”, conclui Mendonça Em entrevista concedida à Tribuna de Ituverava, o diretor da Fafram, Márcio Pereira, fala sobre o encontro com Arnaldo Jardim. “Apresentamos ao secretário Arnaldo Jardim a intenção da Fundação Educacional de Ituverava, através de sua mantida Fafram, assinar um convênio para a realização de projetos ligados ao setor agro-produtivo, tendo como finalidade a capacitação e treinamento de agricultores de Ituverava e os outros 11 municípios da regional agrícola da Alta Mogiana e Alta Anhanguera”, explica.

“Caso o convênio seja firmado, será um marco na história da Fundação Educacional de Ituverava e da Fafram, pois teremos condições de desenvolver projetos de interesse social, promovendo a capacitação e treinamento dos agricultores, além de envolver professores e alunos dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária nos projetos, proporcionando um ensino de melhor qualidade para o desenvolvimento de práticas dentro de nossa Estação Experimental, que foi credenciada junto ao Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento”, ressalta Pereira.

Convênio
O pedido oficial foi protocolado oficialmente junto à Secretaria da Agricultura na última segunda-feira, 1° de junho, pelo Conselheiro Luiz Carlos Rodrigues (“Busa”). “O convênio dos projetos será interessante para a FE, mas também para a Secretaria da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, pois a instituição de ensino disponibilizará toda a infra-estrutura do Campus II, que é considerado de excelente qualidade, além do conhecimento técnico dos nossos docentes, que vão participar dos projetos”, destaca.

“Arnaldo Jardim se mostrou muito receptivo, e encaminhou a solicitação para a realização do convênio para áreas técnicas da Secretaria de Agricultura analisarem e da andamento nos trâmites legais”, relata o diretor da Fafram.

Região
Ainda de acordo com Pereira, a região é estratégica. “Temos condições de desenvolver projetos alternativos nas áreas de irrigação, piscicultura, fruticultura tropical, olericultura, suinocultura, avicultura alternativa, caprino, cafeicultura orgânica, avicultura, dentre outros. Esses projetos podem ser implantados em pequenas áreas, principalmente naquelas impróprias para o cultivo da cana-de-açúcar e das grandes culturas (milho, soja, etc.) que exigem a prática da mecanização, ou seja, pode proporcionar ao agricultor um aproveitamento melhor das áreas não produtivas da fazenda”, completa Márcio Pereira.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Diretoria da FE realiza importantes investimentos

AddThis Social Bookmark Button

Gestão 2014/2017 tem realizado melhorias visando bem-estar e segurança de alunos e colaboradores

Ao longo dos anos, a Fundação Educacional de Ituverava tem se consolidado como uma das mais importantes empresas da microrregião, não só pelos empregos gerados, mas também pelo impacto econômico que causa no município, pois fomenta o comércio e prestação de serviços.

A FE é uma das alavancas que sustenta a economia do município, e faz de Ituverava um importante pólo regional de Educação, devido à qualidade dos cursos oferecidos. Outro relevante papel é o importante trabalho social que faz em prol da cidade.

Esse desenvolvimento sustentável, se deve à seriedade das diretorias que se sucedem na Fundação Educacional de Ituverava, formadas, desde o início da instituição, por pessoas sérias e idealistas, que deixaram seus interesses pessoais, para trabalhar pelo desenvolvimento da cidade, afinal, a educação transforma não só o homem, mas toda a sociedade.

Com este mesmo pensamento, a diretoria da FE, encabeçada pelo empresário César Luiz Mendonça tem desenvolvendo um importante trabalho, realizando investimentos nas instituições mantidas pela FE - Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram), Colégio Nossa Senhora do Carmo - COC, Liceu Van Gogh - Anglo e COC Jr. -, o que consolida ainda mais Ituverava como um dos pólos regionais de Educação mais importantes do Estado.

Dentre os recentes investimentos, estão: construção de novas salas de aula, de um almoxarifado e de uma caixa de energia no campus I (FFCL); aquisição de carteiras, equipamentos para laboratórios e computadores, e construção de novos galpões e reforma da Casa do Diretor, no campus II (Fafram).

Trabalhos recentes

Para falar sobre os mais recentes trabalhos, a diretoria da FE se reuniu com a imprensa na manhã da última terça-feira, 5 de maio. Participaram do encontro, o presidente da FE, César Luiz Mendonça; o diretor-executivo Roberto Inácio Barbosa; o tesoureiro Seandro Duarte Esteve; o segundo tesoureiro, José Antônio Jabur (“Dodô”); o secretário Dorival Silva Pereira; o superintendente Luís Olavo Alves (“Luque”); o vice-diretor-executivo, Antônio Gonçalves Delgado; o vice-presidente Pedro César Galassi; o diretor da FFCL, Antônio Luis de Oliveira (“Toca”); o diretor da Fafram, Márcio Pereira, e o contador José Roberto de Oliveira.

Segundo Mendonça, o objetivo dos investimentos foi visando, especialmente, o bem-estar e segurança dos alunos e colaboradores da instituição de ensino. “Quando a atual diretoria assumiu, elegeu algumas prioridades e tem investido nelas. São obras e aquisições importantes, que beneficiam as instituições mantidas”, afirma o presidente.

A Fundação Educacional de Ituverava atende cerca de 4,2 mil alunos, sendo 2 mil no campus I, que abrange a FFCL, Colégio Nossa Senhora do Carmo - COC e COC Jr; 1.860 na Fafram e 340 no Liceu Van Gogh - Anglo.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Biblioteca Virtual - Solução que oferece mobilidade e pratícidade

AddThis Social Bookmark Button

A Fundação educacional de Ituverava disponibiliza à toda comunidade acadêmica o serviço de Biblioteca Virtual: Minha Biblioteca

Imprimir

Dois galpões foram erguidos na FAFRAM

AddThis Social Bookmark Button

Fafram também recebeu investimentos. Foram construídos dois galpões, um para guardar máquinas e insumos e o outro é para alunos que fazem estágio na Fafram, que passaram a ter um espaço com refeitório e banheiro.

“Recebemos vistorias frequentes de órgãos e entidades que firmam convênios com a Fafram, nasceu daí a necessidade de ter um galpão para recepcionar as pessoas, além de ser um espaço voltado aos alunos e funcionários do sítio”, observa o presidente César Luiz Mendonça.

“Já o outro galpão, localizado ao fundo do primeiro, é para abrigar o maquinário e outros objetos”, enfatiza.

Também estão sendo realizadas as obras da Casa do Diretor, localizada na Fafram. “Ela está sendo reconstruída, porque era muito antiga, construída com pedaços de tijolos e barro. Depois de pronta, hospedará os professores, pois muitos são outras cidades às vezes precisam de um local para se hospedar, pois ministram aulas em dois ou mais dias consecutivos”, diz Mendonça.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Veja Também

Prev Next