Imprimir

Direito da Fafram realiza 11º Júri Simulado

AddThis Social Bookmark Button

banner-juri-simulado-2019

O curso de Direto da Fafram (Faculdade Doutor Francisco Maeda) promoveu na noite de terça-feira, dia 27 de agosto, o 11º Júri Simulado na Sala de Júri “Dr. Roberto Mirandola” no Núcleo de Práticas Jurídicas no campus 1 da Fundação Educacional (próximo ao Fórum).

A sessão presidida pelo juiz de direito Dr. Iuri Sverzuti Belessini da Comarca de Nuporanga, teve as demais funções interpretadas pelos alunos. Os estudantes que atuaram na promotoria ou acusação foram Ana Flávia Dilva Bruno e Ana Paula Alves da Silva Oliveira; os Advogados de Defesa: Danilo César Valentim de Paula e Felipe do Nascimento Paiva e Réu: Yuri Romário Pereira da Silva.

Além de jurados, escreventes e até policiais, entre outras funções deram ar muito próximo da realidade. De acordo com a professora Cristina Elena Bernardi Iaroszeski, que ministra as disciplinas de Direito Tributário e Economia, trata-se de uma atividade prática, considerada atividade complementar. “Tem por importância desenvolver as habilidades e técnicas para o convencimento dos jurados, tanto a linha de defesa quanto de acusação, bem como a argumentação oral diante de muitas pessoas, aplicando estas técnicas em qualquer ramo do direito”, lembra a professora. O caso julgado foi real. “Todo o júri simulado é discutido por meio de um processo real escolhido sempre pelos professores de Direito Processo Penal.

O crime ocorreu na cidade de Franca e foi julgado pelo Tribunal do Júri do município de Franca”, ressaltou a professora. No total oram envolvidos cerca de 110 alunos, todos eles cursando o 10º ciclo, onde desempenharam as funções de: advogados de defesa, promotores, escreventes, pregoeiro,oficial de justiça, policiais e réu. Estes todos ativamente. E os demais alunos auxiliaram na construção dos argumentos jurídicos utilizados em ada tese (defesa e acusação), pesquisas em doutrinas e jurisprudências aplicáveis ao caso concreto. Bem como na análise dos laudos acostados nos autos do processo criminal.

Além disso, os jurados foram escolhidos dentre os alunos de primeiro ano, em razão de ainda não terem o conhecimento técnico jurídico e, diante disso, poderem atuar com imparcialidade no julgamento. “A participação dos alunos foi excelente”, exortou a professora. “Eles demonstraram segurança no desenvolvimento de seu papel”, completou. Para ter um ideia, tanto no caso real como no júri simulado o réu foi condenado, porém no presentado pelos alunos, a pena foi menor, ou seja, os alunos conseguiram desclassificar uma qualificadora.

Cristina explicou que a atividade é um momento de transição na vida do estudante de Direito. “É muito bom fazer parte disso, pois é nesse momento que vemos eles se transformarem em verdadeiros advogados aptos de desenvolverem qualquer tipo de atividade dentro do mundo jurídico”, salienta. A sessão também foi transmitida para o auditório da FFCL, onde todos os estudantes do curso de Direito da Fafram puderam participar, entregando relatórios de Abertura da Sessão de Juri Simulado interpretada por alunos do curso de Direto da Fafram de Ituverava Atividades Complementares logo após assistirem ao júri simulado. “A estrutura do núcleo favorece sse ipo de atividade com as instalações, mas além disso presta serviço jurídico gratuito a toda comunidade onde os estudantes praticam o estágio supervisionado de prática real a partir do sétimo ciclo, ou seja, quarto ano de Direito”, ressaltou.

A professora agradeceu o apoio da coordenação do curso, través do professor Roberto Inácio Barbosa Filho, que esteve pessoalmente no evento, e a diretoria da faculdade, pelo diretor professor Márcio Pereira. “A coordenação tem desempenho efetivo no desenvolvimento destas atividades, pois além de toda a organização com o ensaio e disponibilização de professores para a realização destes ensaios, procura orientar e conversar com os estudantes para verificar o crescimento e desenvolvimento destes, através das técnicas estudadas e ensaiadas com os professores”, reconheceu. “Nosso júri simulado é sempre um sucesso, é um marco para os alunos que estão se formando, me into muito feliz em contribuir para o crescimento destes alunos e muito mais realizada em perceber o crescimento profissional deles”, concluiu a professora.

Fonte: Jornal O Progresso de Ituverava

Imprimir

Simpósio abre série de eventos pelo aniversário da OAB

AddThis Social Bookmark Button

banner-seminario-oab

Na quinta-feira, dia 15 de agosto, aconteceu o Simpósio “Precedentes Judiciais no Sistema Processual Brasileiro”,

abrindo a série de eventos em comemoração ao aniversário de 40 anos de instalação da subsecção da Ordem dos Advogados do Brasil em Ituverava.

O Simpósio aconteceu no período da manhã no salão nobre da Fundação Educacional de Ituverava, onde renomados palestrantes abordaram temas importantes para o público composto por advogados, bacharéis, autoridades e estudantes de Direito. Para o presidente da subsecção, Dr. Mário Alves Pereira Neto, o evento foi um sucesso, tendo em vista que todos que fi zeram inscrições gostaram dos temas, dos expositores e principalmente das palestras. Segundo ele, o resultado, atribui-se pela qualidade dos palestrantes, todos profi ssionais da advocacia, defensoria pública, juiz federal e professores. “Cada um abordando sua ótica sobre os temas”, destacou. “Assim a OAB também cumpre uma de suas funções que é levar informações e promover qualifi – cação para que os profi ssionais possam aprimorar os seus conhecimentos”, comentou o presidente.

O Simpósio contou com os expositores: a advogada Leda Maria de Andrade que falou sobre “Breves notas sobre o sistema de precedentes judiciais no novo CPC (Código de Processo Civil)”, o advogado Lucas Pereira Araújo que discorreu sobre “Precedentes judiciais vinculantes e o princípio do contraditório”, o juiz federal Peter de Paula Pires que abordou “Mais correção para satisfação forçada dos créditos públicos: precedentes do STF”, a defensora pública Fernanda Simoni que explanou “Entre ideologias e estratégias: as variações jurisprudenciais no processo penal e a importância de um sistema de precedentes no Supremo Tribunal Federal” e advogado, mestre e doutorando, professor Roberto Inácio Barbosa Filho palestrando sobre o “O sistema recursal trabalhista frente aos precedentes judiciais”.

O presidente da Subsecção agradeceu a todos os palestrantes, público presente e aos patrocinadores: Ednésio Imóveis, MB Moises, Volpe e Delbianco Advogados, Sicredi Aliança Paraná São Paulo, Oliveira & Carneiro Advogados Associados e Diretório Acadêmico Dr. Antônio Roberto Sandoval Filho do curso de Direto da Fafram (Faculdade Doutor Francisco Maeda).

Programação

A programação em torno do Jubileu de Rubi continua com curso sobre Audiência Trabalhista, ministrado pelo juiz federal titular da Vara do Trabalho de Ituverava, Dr. Renato César Trevisani. Na oportunidade, ele abordará a prática e comportamento do advogado durante audiência trabalhista.

O evento acontece no dia 20 de agosto, terça-feira, das 19 às 22:30 horas, na Casa da Advocacia e Cidadania de Ituverava, anexa à subsecção da OAB. Na quinta-feira, dia 22, acontece a palestra “ITCMD: Aspectos Polêmicos”, ministrada a pela Dra. Maria do Rosário Pereira Esteves, advogada, juíza da Câmara Superior do Tribunal de Impostos e Taxas de São Paulo, Doutora e Mestre em Direito Tributário pela PUC SP, também na Casa da Advocacia e Cidadania de Ituverava, a partir das 19:30 horas. No dia 27 de agosto, terça- feira, será proferida a palestra “Poder da Ação”, ministrada pela expositora Rose Regina Peixoto Mazetto, graduada em Administração de Gestão e Negócios e MBA em Gestão Estratégica de Pessoas pela FFCL e formação Internacional e Coaching Integral Sistêmico pela Febracis.

Fonte: Jornal o Progresso de Ituverava

Imprimir

Fafram recebe doações de livros para Biblioteca Jurídica

AddThis Social Bookmark Button

banner-livros-direito-busaA Fafram (Faculdade Doutor Francisco Maeda) recebeu esta semana a doação de cerca de 250 livros que foram doados para a biblioteca do curso de Direito. Os livros foram doados pelo advogado Dr. Fabiano Estevão Pavan Gonçalves.

Estiveram presentes para receber as doações, o presidente da FE (Fundação Educacional de Ituverava) Pedro César Galassi, o conselheiro Luiz Carlos Rodrigues “Busa” e o diretor da Fafram professor Doutor Márcio Pereira.

O advogado ressaltou que foi motivado pelo trabalho reconhecido que é desenvolvido pela Fafram e Fundação Educacional em Ituverava e que as Bibliotecas Jurídicas sempre necessitam de livros.

Segundo ele, como está migrando para digital, os livros estão perdendo a funcionalidade para os profissionais, contudo, lembrou que “para quem está iniciando na vida acadêmica, os primeiros atos de consultas são com os físicos”.

“E também para incentivar todos os profissionais das diversas áreas que puderem doar aqueles livros que estão parados, pois assim vão produzir muito mais na biblioteca do que nas estantes”, lembrou.

Adriano é de Uberaba e possui um hangar no Aeroporto de Ituverava e se considera também ituveravense pela acolhida que recebeu na cidade e por passar tempo considerável na cidade. O diretor, o conselheiro e o presidente da entidade agradeceram a nobre atitude do profissional.

Fonte: Jornal O Progresso

Imprimir

Aula Magna do curso de Direito 2019

AddThis Social Bookmark Button

banner-aula-magna-direito-2019

No último dia 13 de fevereiro de 2019, aconteceu nas dependências da FFCL à aula de abertura do Curso de Direito. Na ocasião, estiveram presentes alunos, ex-alunos, professores e advogados, que por sinal foram prestigiados com uma grande palestra Ministrada pela Dra. Eliana Nogueira, Juíza do Trabalho da Cidade de Franca.

Diogo Augusto, presidente do Diretório Acadêmico, destaca que: "Foi uma alegria muito grande acolher a juíza em nosso meio, sobretudo pelo seu grande conhecimento e pela sua belíssima atuação nas questões sociais. Ademais, para nós foi um grande presente, pois de fato, a agenda da Dra. Eliana é cheia de compromissos". Para abrilhantar o evento ela trouxe como tema: "A reforma trabalhista: Uma nova justiça do trabalho?". Sem dúvida alguma foi uma noite muito rica para os participantes, que, por sinal, contaram com um grande publico participante.

O Diretório Acadêmico do Curso de Direito por meio de sua diretoria cultural, tem promovido palestras uma ou duas vezes ao mês voltado para âmbito prático das atividades jurídicas. "Desde o princípio, o Diretório teve como foco o meio acadêmico, sobretudo levando em consideração a necessidade de destaque no mercado de trabalho. Além disso, como é de conhecimento, prezamos muito pela qualidade do ensino. Ouvindo as reinvindicações de muitos alunos, optamos pelo investimento no setor acadêmico", destaca Paulo Sérgio, Vice Presidente do Diretório Acadêmico. Desse modo, Diogo Augusto conclui dizendo: "No que depender de nós, continuaremos investindo recursos e tempo para que muitos de nossos colegas e alunos sejam prestigiados com grandes palestras e inúmeras possibilidades na área do conhecimento".

Imprimir

Alunos do Curso de Direito da FAFRAM realizam Júri Simulado

AddThis Social Bookmark Button

banner-juri-simulado-fafram-2017A Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram) – instituição mantida pela Fundação Educacional de Ituverava – promoveu, na última terça-feira, 8 de agosto, a sessão simulada do Tribunal do Júri.

O evento foi realizado no Escritório de Assistência Judiciária (EAJ), no campus I (FFCL), e reuniu autoridades convidadas, professores e alunos do curso de Direito.

A sessão foi presidida pelo juiz de Direito Dr. Clóvis Humberto Lourenço Júnior, que conduziu o júri fictício de Crimes Dolosos Contra a Vida. Atuaram no júri, que foi acompanhado por advogados estudantes através de um telão no Salão Nobre da FE, os alunos da 10ª turma de Direito da Fafram.

Participação

A atividade é realizada anualmente, com a participação de alunos, autoridades jurídicas e convidados. O objetivo desta atividade didática é familiarizar o aluno com o ambiente de um Tribunal, explicar o funcionamento de uma sessão de Júri, bem como, divulgar o curso de Direito.

“O júri simulado é expressamente importante para a familiaridade do acadêmico com o plenário, haja vista que todo caso de homicídio doloso é levado a júri popular”, explica o vice-presidente do Diretório Acadêmico “Dr. Antônio Roberto Sandoval Filho”, Gustavo Custódio Privato Eik.

O diretor da Fafram, Márcio Pereira, elogia a atividade. “É muito importante para dar uma visão prática àquilo que os alunos aprendem em sala de aula ao longo do curso. Fico muito feliz porque os alunos não só participam, mas se empenham para atuar no júri. Estão todos de parabéns”, elogia o diretor.

Ao fim do evento, o DA de Direito presentou o juiz de Direito Dr. Clóvis Humberto Lourenço Júnior com uma caneta.

Fonte: Tribuna de Ituverava

Imprimir

Alunos do Direito visitam sede do TRT-15

AddThis Social Bookmark Button

banner-trt-15

Alunos do curso de Direito da FAFRAM visitaram na quarta-feira, 25/4, a sede do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas acompanhados pela professora Renata Romani de Castro.

A visita, organizada pela Escola Judicial do TRT-15 (Ejud-15), teve início no Plenário "Ministro Coqueijo Costa", localizado no 3º andar do edifício-sede da Corte, onde o grupo recebeu as boas-vindas da secretária do Tribunal, Ednamara Aparecida Gonçalves Câmara, e participou da costumeira sessão de fotos com a beca.

Na sequência, os alunos acompanharam um julgamento da 3ª Seção de Dissídios Individuais (3ª SDI) da Corte. Antes da sessão, o desembargador Fábio Grasselli fez uma breve exposição sobre a Ação Rescisória, objeto de competência da 3ª SDI.

Em seguida, o presidente da Seção, desembargador Eduardo Benedito de Oliveira Zanella, saudou os estudantes e professores presentes, dizendo que o Tribunal se sentia honrado com a presença dos alunos. O magistrado também externou a satisfação de poder mostrar aos estudantes o funcionamento do órgão colegiado e os procedimentos adotados nos julgamentos.

Os alunos também tiveram a oportunidade de conhecer, no 4º andar do edifício-sede, as novas instalações do Centro de Memória, Arquivo e Cultura do TRT-15 (CMAC), que oferece ferramentas modernas de exposição permanente dos acervos documentais e históricos, nos quais estão registrados a evolução da história do trabalho e da Justiça do Trabalho no Brasil, particularmente da 15ª Região.

Já nas dependências da Ejud, foi exibido o vídeo institucional do TRT-15 e os alunos assistiram a uma palestra ministrada pelo desembargador Ricardo Regis Laraia, sob o título "Formação Histórica e Relações de Trabalho no Brasil".

Alunos de outras faculdades de Araras, Bebedouro e Ribeirão Preto tambem realizaram visita no mesmo dia.

materia visita estudantes palestra 03

Fonte: Site do Tribuna Regional do Trabalho 15ª Região

Imprimir

Alunos da FAFRAM terão bolsa para curso Damásio

AddThis Social Bookmark Button

banner-fafram-damasioNa visita à Fafram (Faculdade Doutor Francisco Maeda) na manhã de terça, dia primeiro, os diretores da Fundação Educacional de Ituverava, entidade mantenedora, informou a parceria com a Damásio Educacional, que proporcionará bolsas integrais para os alunos da instuição.

“A FE proporcionará bolsas integrais para estes cursos com durações de um ano para alunos do quarto ano e de cinco meses para os alunos que vão prestar a primeira fase da OAB”, explicou o presidente da Fundação, Pedro César Galassi.

Para os ex-alunos que tiverem interesse serão proporcionadas bolsas de 50%.

“O curso agrega mais conhecimento e um preparatório também, nossa tendência e o que nós esperamos com esta parceria é que a gente atinja um índice de aprovação de 50, 60% na OAB”, destacou o diretor da Fafram Márcio Pereira.

O Damásio Educacional, situado na região central de São Paulo, instituição tradicional na área do Direito – 44 anos de atuação no País –, possui atualmente mais de 50 mil alunos em cursos de graduação, pós-graduação, preparatórios para o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e para as carreiras públicas.

Reconhecida nacionalmente por sua excelente reputação acadêmica, é uma das instituições mais conceituadas quando se fala em Direito e preparação para carreiras públicas. Com mais de 80 anos de história em educação e que está presente em 40 países, com mais de 110 mil alunos.

Fonte: Jornal O Progresso

Veja Também

Prev Next