Imprimir

Forme Fácil é o novo crédito estudantil para alunos da FE do Ensino Superior

AddThis Social Bookmark Button

Através do crédito estudantil, interessados em entrar na faculdade, podem conseguir prorrogar até 50% o valor da mensalidade

banner-forme-facilA história é antiga, mas o desafio para quem pretende concluir um curso superior que não cabe no bolso, continua. Felizmente, agora, até as mais conceituadas universidades particulares já aceitam – ou até oferecem – uma modalidade de crédito ainda jovem no Brasil.

É o caso da Fundação Educacional de Ituverava, que oferece oportunidade para driblar o aperto econômico que pode adiar os planos dos alunos se formarem, lançou o crédito estudantil, Forme Fácil.

Os alunos que estão cursando ou quem pretende ingressar na faculdade, com o Crédito Fácil podem conseguir prorrogar até 50% (cinquenta por cento) o valor da mensalidade do curso escolhido, que poderá ser pago após a formatura, com o valor vigente atualizado. Dessa forma, durante o período de estudos, o valor da mensalidade fica mais leve.

O crédito é válido para o estudante já matriculado ou que pretende se matricular em um dos cursos superiores das instituições mantidas pela FE – Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FFCL), Faculdade Dr. Francisco Maeda (Fafram) e Faculdade de São Joaquim da Barra – FAJOB.
Regras
Também é necessário que o aluno que não tenha concluído nenhum curso superior, tenha renda bruta familiar de até quatro salários mínimos e não ser beneficiário de bolsas de estudo e descontos concedidos pela Fundação Educacional de Ituverava.

Além de preencher todos os requisitos, também é necessário a apresentação de documentação e estar em dia com as mensalidades, caso o contratante já seja aluno.

De acordo com o presidente da FE, Pedro César Galassi, é importante ressaltar que o Forme Fácil não é financiamento e nem bolsa de estudos. “O crédito estudantil é uma condição imperdível para quem não pode arcar com o valor integral das mensalidades no momento em que cursa a faculdade”, afirma. “Assim, no futuro, com a vida financeira mais estabilizada e já sendo um profissional graduado, poderá pagar tranquilamente o crédito estudantil concedido a ele”, observa o presidente.

Ele explica os motivos que levaram a instituição investir na iniciativa. “As mudanças nos programas estudantis oferecidos pelo governo, como Fies, Prouni, entre outros, gerou uma grande preocupação, pois muitos estudantes dependem desses programas e, a fim de oferecer a oportunidade do estudante concluir o Ensino Superior, criamos o Forme Fácil”, diz

Oportunidade

“O projeto, que é uma ótima oportunidade para quem busca formação profissional, já está em vigor, com alguns contratos assinados. De fato, agora não tem o diploma de um curso superior, quem não quiser, pois o Forme Fácil permite, por exemplo, que o estudante pague apenas 50% da mensalidade do curso, e outra metade custeada pela Fundação Educacional, através do fluxo de caixa, durante todo o período de duração do curso”, afirma Pedrinho.

“O valor deverá ser pago à FE, após o estudante concluir o curso, sem juros e correção monetária, pois entende-se que com a conclusão do Ensino Superior, a vida financeira do formado estará mais estabilizada e as chances de colocação no mercado de trabalho serão maiores”, completa o presidente Pedro César Galassi.

Para mais informações e esclarecimento de dúvidas, basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Fundação Educacional de Ituverava, pelo telefone (16) 3729-9000.

Fonte: Tribuna de Ituerava

 

Veja Também

Prev Next